segunda-feira, 20 de agosto de 2007

A Resposta Para O Lual

Bem, acabei de ver o filme Requiem for a Dream. Esplêndido de fato, a forma nova que foi dirigido, e, claro, a trilha. ^_^.
Bom, mas não é isso que está no título é?
Então tá.
Hora de ser honesto mesmo. Afinal, não posso me esconder atrás de mentiras.
Sábado último (18/08/2007) durante o lual comemorativo do aniversário da Cleidiane fiquei quieto, pensativo, olhando para o céu e colocando pensamentos em dia. Porque?
Simples, me julgo superior demais para a situação, ao menos naquele momento, me senti mais do que estava sendo. Não gosto mesmo daquelas músicas que estava tocando, não, também não gosto de cantar, e não, não interessa que estava mexendo a boca em 'Meu Erro'. É apenas reflexo depois de uma noite meio 'boring' uma música quase 'boa'.
Assuntos que para mim são chatos foram tratados, preocupações maiores foram ignoradas, e coisas desnecessárias foram perguntadas.
Sim, de modo geral devo dizer, achei horrível sair com o 7he aquele dia.
Não é segredo para ninguém que gosto de variar bastante, e mesmo aquilo sendo meu primeiro 'lual' me pareceu repetitivo e sem sal.
A questão Juliana não vem ao caso, sim, ela sempre me animou, em várias situações seu jeito descontraído sempre me deixou pra cima, mas coisas mudam, e meus pensamentos também. Decisões são tomadas e eu simplesmente preciso ir para o melhor caminho.
Brincadeiras chatas, zoeiras de mal hora, e atividades de menos. Apenas fiquei lá olhando para o céu, que é mais respeitoso que ir embora e largar todo mundo lá.
O que tanto pensei? Além dessas coisas outras mais.
A mania de chamar-me de emo por exemplo, não gosto, nem quando era a Juliana que me chamava, nunca gostei. As pessoas mal sabem o que é um emo, ou o que o infeliz pensa.
Não, meus pensamentos estão além de quem me ama ou quem deixa de me amar, se a vida é rosa ou preta, se Simple Plan é bom ou não.
Deitado lá, entendi novamente o que já sei há eras. Sou biologicamente incompatível com o mundo normal.
O que penso é estranho, o que faço é estranho, o que falo é estranho. Great!
Adoro isso, e não ligo em ser uma criatura solitária, o que as pessoas insistem em pensar ser um problema para mim. Não, não é. O que é o problema é as pessoas a minha volta não entenderem isso. Cobro atenção, claro, afinal é para isso que me uno em meios sociais. Por mais celofanado que seja, as vezes gosto de compartilhar idéias e escutar novas. Porém, se não querem me ouvir ou tratar algo que eu goste, ótimo, mas ao menos me deixe com as minhas idéias.
Gosto de compartilhar, mais se não querem, eu fico para mim, é como se minha vida fosse um eMule, pego coisas que ninguém mais quer, por mim tudo bem, sobra mais banda de up pra mim.
Se o que tenho na cabeça é desnecessário ou não interessante porque insistir nessa idéias com os demais? Simplesmente fica para mim. E porque não mudar e entrar na onda dos outros? Porque isso não seria mais eu.
E é assim que eu sou, e serei e talvez até piorarei.
Triste? Sim, acredito que até para mim seja um pouco. Mas ainda sim, melhor do que muitos podem imaginar.
Claro, tirando tudo acima, o fator 'sair de casa' foi bom, ar fresco, noite bonita, por do sol para admirar, grama, tudo. E isso é o que eu realmente vi nesse sábado. Infelizmente, nada mais.
Agradeço a atenção mais uma vez.
E espero que meu post não tenha sido muito 'boring' de novo.
Cada vez que isso surgir um post como esse surgi junto, então, espero que não se repita muitas vezes.
And that's all...
Good Night and Good Luck

3 comentários:

Mokitty disse...

Confesso que é difícil achar o que comentar. Eu sempre confesso isso, não é mesmo? Eu cumprimento sua criatividade: você sempre consegue dizer alguma coisa no meu blog e eu nem sempre sei adicionar à aquilo que você faz tornar comentários tão dispensáveis.
Você tem consciência de seu talento, de sua identidade. Acho que ninguém mais precisa dizer que você é bom escritor, bom observador.
E enfim eu sei a palavra que te define: você é muito transparente. Não que isso tenha algo a ver com seu ego celofanado, mas tem que ver franqueza que você é capaz de usar, a sinceridade, chega a ser chocante. Não sei se eu admiro ou a reprovo.
Apenas sei que é dessa franqueza que você vive. Se não fosse por ela, você não agiria dessa forma independente, decidida.
Seu post não foi em nada "boring" (o que eu comentei no outro post não foi com nenhuma intenção de descaso, mas usei da mesma sinceridade que você usa com qualquer um), mas um tanto "disturbing". Eu não sei reprovar sua sinceridade, porque prefiro ela a falsidade de ser aceita.
Acho que cada um escolhe como quer ser visto e como quer ver as coisas. Alguns se acomodam nessa escolha, outros optam por ousar.
Então, ouse. Eu só tenho que ser grata.
E pedir desculpas por tantas vezes ter errado com você. Não que isso conserte alguma coisa.
E fico feliz por ter servido de moeda para você e ter resultado numa boa sorte quanto ao filme.
Minha atenção sempre estará ao seu dispor.
Good luck.

emersseu disse...

aff.. ¬¬
vc e a monique podem dar as mãos..

olha.. vou ensinar uma coisa...
por mais q a gente insista em pensar nisso.. o mundo nao gira diante da gente... nao adianta.. nao existe ninguem fora da media.. q seja mais inteligente q os outros.. soh muda o fato de criação.. seu bocó.. mané... criadao com a vó.. piba.. ashuaihsauihausihsauihsuia

e vc tava esperando q a gente tocasse o q no lual? metal? ¬¬

e a partir de agora vou aparecer mais nesse blog.. cuidado com o q vc posta... estarei de olho.. (q se foda a liberdade de expressao.. ashusahauisahuihuiasha)

Robson disse...

EAIUHAEIUAEHIUAEHIUAEHIEAUHAEIUHIUAEHIAUEHIAEUHIUAEIUAHEIUAEHIUAEHIUAEHIUAEEAIUHAEIUAEHIUAEHIUAEHIEAUHAEIUHIUAEHIAUEHIAEUHIUAEIUAHEIUAEHIUAEHIUAEHIUAE

um pouco de risos nunca faz mal neh :P... .hehehehehee

agora viu eu gostaria de desmascarar o rodrigo nessa história aí...e mudar um pouco o rumo do assunto tbm...

estava eu a andar pela FIEC na segunda a noite, quando a minha pessoa se depara com a pessoa de rodrigo, só que aí eh que esta a surpresa, ele estava acompanhado :OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO ... de uma menina :OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO e era um loirinha ..uhhhhhhhhhh

nem vou entrar em mais detalhes...mas isso tudo era pra mostrar que ele num eh esse minibo bobo criado pela vó que se faz de diferente, na verdade ele é um espertalhão que entro no curso de química da fiec atrás de umas menininhas... :P kkkkkkkkk

agora uma coisa é fato, como eu sempre digo .. "Não importa onde, e sim com QUEM estás" ... logo se vc não gostou de estar com os 7he aquela noite... =\ sinto muito ...

pra mim foi divertido pra kramba..e acredito que pros outros tbm, demos bastante risada e contamos até um pouco de intimidade (hehehehe dessa parte das intimidades eu escapei mas tudo bem) ... e eh isso aew...e otro dia nois vai de novo... :O....