domingo, 19 de agosto de 2007

E porque não um comentário?

Postar 'posts' é muito comum, então, porque não postar um comentário?
Pois bem, será a novidade de hoje. No post da Monique de nome 'E se' (And If para os programadores PHP :P) eu coloquei um comentário, e acho que deveria ficar lembrado aqui no blog, para mim mesmo de fato, para ler futuramente, então aqui vamos nós:


Post: http://le-vanille.blogspot.com/2007/08/e-se.html

Comentário:

Rodney Hanter Porlok disse...

"A caixinha aí embaixo serve para alguma coisa. Depende de você decidir para o quê...

Deixe seu comentário!"


Aiai, essas coisas me assustam ^^.
Enfim, acho que você já está meio velha pra esse pensamento. Com 20 normalmente a preocupação maior é a do futuro. Aquela inevitável vontade de olhar pra trás e tentar entender o que ira fazer com que esta a frente.
O pensamento sobre existência é meio que funesto nessa época.
Eu pelo menos passei isso com meus 16, 17 anos, logo após o problema na coluna. Após chegar a conclusão você não pensa mais nisso, porém, cada um chega a sua conclusão, e molda o resto da sua vida em cima disso.
Só o que posso adiantar é que, com idéias avançadas de tempo e espaço e interferência da existência nesse meio, você pode ou não ser algo bom no mundo, e, pela teoria da relatividade, você tem chances enormes de ter sido os dois. Agora, só em uma balança estratosférica com julgadores celestiais é que você poderia saber se foi a maior parte boa ou ruim.
Numa conclusão simples existe a famosa 'quote' de um filme, claro, sempre um filme a guiar minha vida, no caso desse, Minority Report, com a frase sobre sobrevivência. É o instinto primário do ser humano e todos os outros seres no mundo. Não importa o quando você deseje partir, você não deseja morrer. O que significa que existe uma força maior que está sempre impedindo nosso desejo de auto-destruição. Alguns de fato conseguem, mas porque eles mesmos dão o Game Over. Se no momento em que eles fazem isso, um leão ou tigre ataca-se ele, acredito que ele se defenderia, porque é isso que fazemos, sobrevivemos.
A partir disso existem várias perguntas e poucas respostas. Mas pelo menos temos um ponto certo nisso tudo: Estamos aqui, logo, devemos sobreviver aqui.
O resto que conseguir é lucro, de fato. Ai é tudo parte do ego de cada um, e da mentalidade evoluída que tanto destruiu o planeta que foi dada a esse macaco chamado homem.
Entende?
Porque eu meio que escrevi demais. ^^
Isso não vale, eu não tenho idéias pra escrever no blog e você fica ai, roubando meu tempo e minhas idéias pro seu. Hehehehehe.
Enfim.
Vou almoçar, acabei de acordar (13:05) que feio... huahuauhahua...
Inté...
Ah não, antes de ir, acredita que não tinha a trilha do Big? A faixa 07 (claro que ia ser sete né ^^) Toy Store Walking Piano é tão legal. Como nunca pensei em baixar antes... aiai..
Enfim, agora falou mesmo... acho que vou colocar esse coment como post do meu blog viu... facilitaria bastante ^^
Sério mesmo... huauhauhauha
Bom, falows...

2 comentários:

Mokitty disse...

Bem, esse comentário foi feito para mim! ^^
Ele é mais comprido que o post que o inspirou! O__O
Eu não sei se concordo, se discordo, se aceito o que você me disse.

Eu estava preparando um post sobre a virada da idade, mas a Cleidy postou um antes e não sei se ousarei abordar o mesmo tema, mas sou tão repetitiva que é possível que eu o escreva.

Futuro, passado, presente - é tudo tão igual. A gente estabelece um ou outro alvo, consegue um ou outro sucesso, mas tentar é falhar, o certo mesmo é conseguir.
Estou desmotivada.
Viver às vezes não tem sentido, você mesmo já expressou essa idéia muitas vezes, mas tem dias que esse sentido realmente parece apenas alguma desculpa esfarrapada para seguir a rotina.
Eu sei lá, pensei muito no que escrever naquele post e não escrevi nada do que eu queria, passei muito estresse ontem...

Mas que bom que eu motivo você a escrever, nem que seja no meu blog...

Você deve estar pensando que ler esse comentário foi perda de tempo e eu vou ter de concordar! ^^

Quem quer falar demais não fala nada...

Anônimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu