terça-feira, 9 de outubro de 2007

Assistindo Roda Viva (Com José Padilha) - Não, isso não tem nada a ver com o Post...

Letters From Iwo Jima (Cartas de Iwo Jima)

Depois de quase um ano que vi Flag Of Our Fathers (A Conquista da Honra) finalmente assisti o irmão gêmeo do filme. O filme deixa claro que é mais artístico e mais elaborado que seu irmão americano. O que define de vez que com Clint Eastwood, Steven Spielberg e Paul Haggis não se brinca. Muito bem carregado emocionalmente, e mostrando a cultura japonesa que os Otakus desconhecem, Letters é com certeza um filme rico e que mereceu as indicações ao Oscar. Provavelmente merecia ter ganho tanto quando Departed, mas infelizmente só deus sabe porque a academia insistiu no Scorsesse.
Um fato que também chamou a atenção em Letters foi a forma como dessa vez os mocinhos são de fato os japoneses. Os dois filmes retratam realmente os dois lados, o que ficou bem mais neutro que o patético Pearl Harbor. E a forma como mostra a humanidade e igualdade de todos através das cartas enviadas e escritas aos combatentes é impecável. Realmente uma obra-prima. Fico feliz de ter demorado tanto. Mais enfim assistido.

The Squid And The Whale (A Lula e a Baleia)

Um filme que, como já imaginava, é diferente. Começa no meio, e obviamente não iria ter fim. O tipo de filme que deixa os mais desavisados revoltados. Mas para quem aprecia a arte e não apenas o que é mostrado na tela, é o tipo de filme perfeito. Não existem ligações nem explicações, está tudo a cargo do espectador. Quem afinal tem culpa na separação? Porque os filhos agem assim? O que passa na cabeça de cada um? Você não irá encontrar essa resposta, porque, no fim, sabemos que ninguém as tem. Por mais que Hollywood tente colocar isso nos filmes, esse tipo de perfil não pode ser exposto. E é isso que torna o trabalho desse filme tão belo. Exagerado, delicado, profundo, simples. É assim que é esse filme. E, claro, acima de tudo, como um filme que toca Hey You do Pink Floyd várias vezes pode ser ruim? ^^

Nota sobre um Mito:

Hoje faz exatos 40 anos que Ernesto Guevara Lynch De La Serna foi morto. Li a reportagem da Veja, e estou vendo um especial na Cultura sobre o assunto. Não me interessa o que ele fez, ou qual a verdade, em minha mente tenho uma imagem dele, que vai além daquela que é recorde em distribuição mundial. Não sei o que ele foi, mas sei que ele ainda reside na memória mundial e que inspira pessoas por toda parte, e para mim isso está além do que ele fez. É como Jesus, não se sabe ao certo quem foi ou se existiu, ou quais foram seus feitos, mas pelo seu nome várias pessoas já fizeram de tudo, bem, ou mal, não importa. Fica aqui então minha homenagem a esse marco da história recente, que sua imagem não se apague tão já de nossas mentes.

Vamos falar de cinema?

Nesse dia 19 começa em São Paulo a 31ª Mostra Internacional de Cinema. Com participações de Gael Garcia Bernal e os novos filmes de atores consagrados como David Lynch. Apesar de não ser tão grande como a do Rio, a mostra promete trazer mais de 300 filmes em exibição até o dia primeiro de Novembro (Se não me engano). Minha presença na estréia é garantida, mas por falta de dinheiro e distancia não poderei acompanhar o evento. Para ajudar, a Tv Cultura irá passar um especial com o que teve de melhor na Mostra, todas as terças se não me engano. Porém, a única emissora aberta que é assistivel não está pegando nem um pouco bem aqui em casa. Ou seja, só pega a porcaria da Globo e do SBT, o que torna esse tubo de imagem aqui no quarto nada além de um enfeite pesado.
Para terminar as queixas: continua sem Speedy aqui em casa. E o calor está irritando, além das notes mal dormidas por culpa da minha gata Kirby que não sossega querendo sair.
Mas do resto está tudo bem. E para quem quer saber o final do conto, bom, me desculpem, mas eles fugiram. Já procurei, mas não encontro os dois miseráveis. E ainda deixaram o celular desligado. Assim que eu achar eles eu escrevo mais. Por hora, é só.
So Long, And Thanks For All the Fish...

2 comentários:

Sono disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH
voce ouve green day!!!!!!
EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO, EMO,EMO, EMO, EMO.
Enfim Iwo Ijima eh legal....
Baleias e Lulas tb

Mokitty disse...

Lembre-se você também do vernáculo e pare de escrever tão errado! :P

Saudades dos seus posts variados...