terça-feira, 4 de março de 2008

Irreversível

Titulo de um filme... e também titulo da minha vida...
Sim... recomendo esse filme, que é francês e de 2002... porque é bem interessante e forte... assisti aqui no CINUSP, que está tendo um festival só com filmes com temática violenta... esse filme é muito bom no que pretende... mostrar, como diz na frase final, que o tempo destrói tudo... ou, sendo menos péssimista, no mínimo que o tempo muda tudo... sempre... o filme segue de trás para frente e isso pode parecer meio batido, mas o ele faz de um jeito muito bom... muito natural... os planos longos das cameras que nos deixam completamente enjoados são de tirar o folego... além das cenas de sexo explicito numa boate gay, e da camera fixa e imovel na cena do estupro, como querendo culpar o espectador por só poder olhar e não fazer nada... realmente divino... foi um filme que me ajudou muito porque estou numa fase onde o tempo e as mudanças que ele causa são de proporções indescritiveis...
Vejam vocês, por exemplo... essa última semana... lembram de como eu era?
Pois é... eu não lembro mais...
Em apenas 1 semana eu já vi metade do Rodrigo antigo ir embora... as coisas novas que fiz, as pessoas que conheci e as atitudes que estou começando a me esforçar para tomar me fazem ser diferente... não quero mais calar, não quero mais aceitar, não quero mais ter medo... e cada dia eu sinto que estou sendo levado a um caminho diferente...
O tempo... ele realmente é um enigma...
Eu falaria mais sobre mim, sobre a semana, sobre as novidades, sobre as coisas que fiz ou vou fazer... mas isso seria o outro Rodrigo...
O de agora só está aqui para dizer que esse blog acabou... morreu...
Esse é o último post que escreverei pelo menos nos últimos meses...
E, para comemorar, ou não, irei reativar os comentários... afinal, considerando o tempo que poderei ficar sem voltar aqui, quem sabe tenha comentários quando retornar...
Se não tiver, ok... assim será...
E que um dia vocês possam conhecer o novo Rodrigo...
E que um dia eu possa saber quem é ele...
E que um dia o irreversivel possa ser reversivel...
E é isso...
Goodbye everybody...
I got to go...
Bohemian forever...
Adeus e obrigado pelos peixes...
Boa noite e boa sorte...
Que a força esteja com vocês...
Good Night and Good Luck...
Au Revoir...
That's All Folks...
Adeus...
Tchau...
Byebye...
Fui...

3 comentários:

Mokitty disse...

Oh! E claro que a primeira a comentar tem de ser euzinha.
Espero que esteja mudando para melhor.
Diante da inexorabilidade do tempo, temos mesmo que tomar alguma atitude. Todos estamos tentando isso, de um jeito ou de outro.
Participei de uma dessas sessões (idiotas) de dinâmicas de RH e uma coisa me chamou atenção lá, uma verdade bem simples, que você mesmo muitas vezes falou, mas que para mim nunca tinha sido colocada de tal maneira: tudo que as pessoas querem é serem felizes. Tudo que elas fazem é porque querem ser feliz. De qualquer modo, é isso que estaremos buscando sempre, e acho que essa busca em si já é uma grande vitória, porque não desistimos, porque estamos decididos por algo.
E além de querer ser feliz, quero que os outros sejam felizes também...
Como a tag dá o consolo de essa ser a "primeira despedida", fico esperando que uma hora dessas você volte pra contar o que, como diz o Pão de Açúcar, anda fazendo você feliz, aí, aonde quer que esteja.
Obrigada pelo comentário lá no meu blog! ^^
A gente se encontra por aí... e mesmo que irreversivelmente mudados, uma coisa vai ser sempre a mesma: nossa amizade (né? xD).

TV Digital disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
boi disse...

é